Fundação Pró-Memória de São Carlos

Oficinas Patrimoniais

A partir do dia 29 de agosto terão início as Oficinas Patrimoniais da Pró-Memória. As atividades serão oferecidas na estação ferroviária de São Carlos e no Museu de Pedra, no distrito de Santa Eudóxia.
Confiram o calendário:

FUNDAÇÃO PRÓ-MEMÓRIA (ESTAÇÃO) Pout-pourri de mosaico Terças e quintas-feiras, das 9h às 12h Restauro de móveis Quintas-feiras, das 8h30 às 11h Pintura em aquarela Sextas-feiras, das 14h às 17h Recriando no vidro Segundas e quartas-feiras, das 14h30 às 17h Reciclagem com sacolas plásticas Terças-feiras, das 14h às 17h MUSEU DE PEDRA (SANTA EUDÓXIA) Olhares – fotografia Sábados, das 9h às 11h30 Fuxico Sábados, das 9h às 12h Patch colagem em feltro Sábados, das 14h às 16h Mais informações pelo telefone 3373-2700, ramal 204 ou pelo e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Projetos Culturais

ABERTA NOVA SELEÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS DA PRÓ-MEMÓRIA

A Fundação Pró-Memória de São Carlos abriu edital de Seleção de Projetos Culturais. As propostas serão recebidos até as 15 horas do dia 18 de agosto de 2016. Para esta seleção serão aceitas apenas propostas de pessoas jurídicas.
Este concurso selecionará projetos culturais voltados a realização de cursos e oficinas gratuitos destinados à comunidade nas modalidades:

- Ofícios e técnicas manuais;
- Culturas tradicionais, populares e étnicas; e
- Inclusão e Acessibilidade.

O edital completo pode ser consultado aqui

Mais informações pelo telefone 3373-2700 ramal 206 com Adriana Queiroz

 

Monitorias

FPMSC OFERECE MONITORIAS PARA O CENTRO POP DE SÃO CARLOS


A Fundação Pró-Memória iniciou monitorias de apoio às Oficinas de Fotografia promovidas pelo Centro POP de São Carlos. O órgão, que atende pessoas em situação de rua, tem utilizado as oficinas como meio de envolver os usuários do serviço na compreensão dos espaços públicos a partir de suas próprias visões.
A equipe do POP e seus usuários visitaram as praças dos Voluntários, Maria Apparecida Resitano (Mercado Municipal) e Pedro de Toledo (Piscina) e foram monitorados pela historiadora Leila Massarão, da FPMSC. Na última semana, o grupo visitou a Fundação Pró-Memória e a Praça São Benedito.

 

 

Pintura da Estação

PRÓ-MEMÓRIA REALIZA A PINTURA DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE SÃO CARLOS

A Fundação Pró-Memória iniciou a pintura do prédio da estação ferroviária de São Carlos. Além de garantir a manutenção das características do prédio, a nova pintura é necessária para sua conservação, inibindo a ação nociva do tempo e de fenômenos como a poluição.

 As cores adotadas mantém o padrão daquelas utilizadas anteriormente no prédio, conforme corrobora a prospecção realizada na fachada, e que ainda estão marcadas na memória dos são-carlenses.

 A empresa responsável pela pintura foi contratada pela Pró-Memória através de licitação e o valor de contrato ficou em torno de 57 mil reais, incluindo mão de obra e material. Foi realizada a pintura externa do prédio e a interna do andar superior.

 

Prospecção

RESTAURADOR FAZ PROSPECÇÃO DA FACHADA EXTERNA DO PRÉDIO DA ESTAÇÃO


Na última semana, o restaurador Salvador de Cápua realizou uma janela de prospecção na fachada externa do prédio da estação ferroviária de São Carlos. O trabalho foi realizado visando o registro das camadas anteriores de pintura e de algumas das características das configurações originais do prédio.

Inaugurado em 1884, o prédio da estação ferroviária era, originalmente, coberta por tijolos a vista, recurso comum nos prédios industriais e ferroviários do século XIX. A partir do início do século XX, a Companhia Paulista de estradas de ferro iniciou a reforma, reconstrução e ampliação de muitas das estações sob seu gerenciamento. Em São Carlos, o prédio foi recoberto por uma camada de reboco reforçado com pedaços de tijolos e outra camada de reboco que trouxe características decorativas e construtivas do ecletismo, estilo arquitetônico em ascensão naquele momento, e que ainda estão presentes em sua fachada.

Essas informações foram levantadas através de pesquisas históricas sobre o prédio e consolidadas pela prospecção realizada por Cápua. O trabalho do restaurador ainda permitiu a recuperação de cinco camadas de tinta que foram utilizadas no prédio da estação.

O prédio da estação ainda possui algumas janelas de prospecção na parte interna do prédio, permitindo visualizar algumas de suas cores antigas e decorações pictóricas existentes em outros momentos da história do prédio.

Janela de prospecção

A janela de prospecção é um espaço de observação das condições anteriores de um prédio, possibilitando vislumbrar características históricas da obra. A prospecção é feita a partir da seleção de um trecho da parede, normalmente em formato retangular, onde é realizada uma cuidadosa extração das camadas que a formam, expondo as características e condições das camadas de pintura mais antigas e permitindo a visualização de suas configurações originais ou anteriores à pintura mais recentemente.

Oficina do SISEM SP

Oficina do SISEM-SP na Fundação Pró-Memória

A Fundação Pró-Memória recebeu nos dias 24 e 25  de junho a oficina "O papel dos museus no desenvolvimento da Educação Patrimonial", ministrada pelo educador Bob Borges. A oficina faz parte das ações oferecidas pelo Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) às diversas instituições museais paulistas.

O curso contou com a presença de representantes e educadores da Fazenda Santa Maria do Monjolinho, Museu TAM, Museu Republicano de Itú, Teatro Municipal de Cerquilho, da cidade de Franca, além de funcionários da Pró-Memória.

A oficina trouxe discussões sobre as definições de educação patrimonial; o papel das instituições museológicas no desenvolvimento da educação patrimonial (intra e extramuros), abordagem dos fundamentos das ações educativas e o relacionamento das instituições museais com possíveis parceiros.

Portaria 026


de 29 de maio de 2013

LUIS CARLOS TRIQUES, Diretor Presidente da Fundação Pró-Memória de São Carlos, no uso de suas atribuições legais, diante das justificativas apresentadas no processo nº 052/2013, e tendo em vista que: 

A Fundação Pró-Memória de São Carlos tem por finalidade preservar a memória e recuperar os valores históricos da comunidade através do arrolamento, inventariamento, preservação e difusão do patrimônio histórico, artístico, cultural, arquivístico, paisagístico e ambiental de São Carlos;

A missão primordial dos museus é a conservação e a preservação dos acervos sob sua guarda, visando a educação e a difusão cultural para a comunidade onde se insere;

O Museu de Pedra “Tinho Leopoldino” tem apresentado constantes problemas estruturais nas áreas de guarda/reserva técnica e de exposição, colocando em risco a integridade de seu acervo e do próprio prédio; resolve

SUSPENDER as atividades no Museu de Pedra “Tinho Leopoldino” pelo período de quatro meses, contados à partir de 03 de junho de 2013, para executar as obras de adequação dos espaços do Museu a fim de proporcionar melhoria e ampliação das atividades voltadas aos visitantes e à população local.

 

Topo