Projetos Finalizados

Projetos finalizados 2015-2016

 

- Projeto “Cemitério Nossa Senhora do Carmo” - Fase 1: A Fundação Pró-Memória de São Carlos, através da Divisão de Pesquisa e Divulgação, tem desenvolvido, desde o ano de 2015, um extenso trabalho de pesquisa em torno da história e do patrimônio dos cemitérios municipais de São Carlos, em particular do cemitério Nossa Senhora do Carmo, no período compreendido entre 1890 e 1930.

Em 29 de novembro de 2016, a FPMSC lançou o primeiro produto deste projeto, o livro “A Morada dos Mortos”, de Júlio Roberto Osio – sociólogo e pesquisador da Fundação desde sua criação, em 1993.


A partir de uma abordagem histórica e de um sistemático levantamento fotográfico, Osio construiu uma história do cemitério municipal Nossa Senhora do Carmo, apresentando vários temas relacionados a este patrimônio.


Fundado em 1890, o cemitério Nossa Senhora do Carmo é testemunha das diversas transformações experimentadas entre o final do Império e a República Velha no Brasil.
As mudanças políticas promovidas pela secularização dos campos de enterramento refletiram diretamente nos comportamentos religiosos e sociais, no comércio e na arte fúnebre. Estas alterações podem ser observadas nos diferentes documentos produzidos, desde papéis oficiais até a materialidade dos túmulos remanescentes.


O projeto, ainda em execução, prevê uma nova publicação a ser editada em 2019.


O livro “A morada dos mortos” já está disponível para aquisição na loja do Museu de São Carlos, localizado na estação ferroviária da cidade, sede da FPMSC.


 

Fase 2

 

Baseada no livro “A Morada dos Mortos”, do pesquisador da FPMSC Júlio Roberto Osio, lançado em 2016, foi desenvolvida e disponibilizada ao público a exposição "A morada dos mortos". Montada no Velório Municipal de São Carlos, ao lado do Cemitério Nossa Senhora do Carmo, a mostra ficará disponível ao público até 2019.

 

Fase 3

 

Em Janeiro de 2020 foi lançada a última publicação referente ao projeto "Cemitério Nossa Senhora do Carmo", o livro "Práticas Fúnebres em São Carlos", de Júlio Roberto Osio. A publicação trata das atitudes e ações diante da morte, observando as permanências e transformações das práticas funerárias e como elas se refletem na história local. O livro ainda traz um pouco mais da história dos cemitérios da cidade, em particular o Santo Antonio de Pádua e o Memorial Jardim da Paz, territórios muito mais recentes do que os explorados no primeiro livro de Osio, publicado pela FPMSC, “A morada dos mortos”.

 

 

 

 


- Projeto “Estação Ferroviária de São Carlos”: pesquisas arquitetônicas, históricas, levantamento fotográfico e confecção de desenhos e plantas pertinentes à estação ferroviária de São Carlos foram realizados visando aprofundar o conhecimento sobre este importante patrimônio construído da cidade e instrumentalizar o processo de tombamento do complexo ferroviária da estação, realizado em dezembro de 2016.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nesta pesquisa, as três divisões da Pró-Memória, com a coordenação da Diretoria de Patrimônio Cultural, trabalharam em conjunto e redigiram o “Relatório de Tombamento da Estação Ferroviária de São Carlos” que serviu de subsídio para a publicação do livro “Fogo e Vapor: aspectos da história de São Carlos a partir da ferrovia”.

O livro “Fogo e Vapor” traz, além dos dados compilados no relatório de tombamento, histórias e informações sobre momentos históricos importantes da cidade, analisados a partir de sua relação com o complexo ferroviário. A obra permite vislumbrar aspectos da formação e desenvolvimento da cidade em diferentes momentos no ritmo da história da ferrovia, em particular nas transformações que sofre e que provoca em seu entorno.

 "Fogo e Vapor: aspectos da história de São Carlos a partir da ferrovia” está disponível para aquisição na loja do Museu de São Carlos, localizado na plataforma da estação ferroviária.

 

 

 

 

 

Topo